Imburana de Cheiro ameniza sintomas da doença de Huntington

Atualizado: 9 de Dez de 2020


Doença de Huntington afeta em média 5 pessoas a cada cem mil pessoas no mundo. Tem sua origem em um gene dominante por isso pode se tornar hereditário. No início da doença, que ocorre normalmente em torno de 35 a 40 anos de idade, é mais difícil perceber, já que os sintomas são imperceptíveis. Segundo o MSD a " A suspeita da doença é feita com base nos sintomas e no histórico familiar. Se os familiares tiveram problemas mentais ou se lhes foi diagnosticado um transtorno neurológico (como doença de Parkinson ou um distúrbio psiquiátrico (como esquizofrenia), é necessário informar o médico, pois a doença de Huntington pode não ter sido diagnosticada.".


Sinais Físicos


* Movimentos involuntários do rosto, braços, pernas e corpo em geral.

* Dificuldade pra falar (não há organização de pensamentos e palavras).

* Não consegue comer e engolir (falta de coordenação ao colocar a comida na boca. Nessa * fase há grande preocupação de sofrer asfixia ao beber água, por exemplo)

* Perda de peso (músculos da boca não funcionam o que dificulta o ato).

* Dificuldade para andar

Na medida em que a doença evolui, os movimentos involuntários se tornam mais bruscos e com o passar to tempo, é sujeito a pessoa ficar irresponsável e vagar sem objetivo. Não existe cura para a doença de Huntington.j porem os sintomas podem ser amenizados de forma considerável.



Estudos de Almeida (1) comprovam que o uso da imburana de cheiro, pode auxiliar a reduzir os sintomas de forma consideraval. Um dos motivos é por melhorar a respeiração cerebral e ser um excelente anti-oxidenta. Por ser uma doença que atinge o sistema nervoso, (região do núcleo da base do cérebro) pode-se utilizar afim de obter um melhor resultado, o extrato de João Brandinho; isso porque ele atua de forma a equilibrar o sistema nervoso central.





1 - Almeida JRGS, Guimarães AG, Siqueira JS, et al. Amburana cearensis – uma revisão química e farmacológica. 2010;6:1-8.